10/04/2012

O NOVO GRIP SHIFT DE SRAM

10 velocidades.

Três filas de rolamentos.

Indexado da mudança totalmente metálico.

Agarre com bloqueio integrado.

Disponível a partir de final de junho

 

 


GRIP SHIFT XX - 2X10
• Grip Shift XX (207 g com cabos e fixações)
• Sistema de cabos vedados de baixa fricção Ride-On
• Tampa de carbono
• Movimento com rolamentos esféricos
• Punhos fixos com bloqueio (80 g)
 
 
GRIP SHIFT X0 - 2X10  O 3X10
• Grip Shift X0 (207 g com cabos e fixações)
• Tampa de alumínio
• Movimento com rolamentos esféricos
• Punhos fixos com bloqueio (80 g)
 
 

 


 
TECNOLOGÍA
 
SPEED METAL™
INDEXADO DA MUDANÇA
• Indexado totalmente metálico
• Primeiro Grip Shift de 10 velocidades
• Mudança precisa e impecável

 
ROLLING THUNDER™
TECNOLOGÍA DE ROLAMENTOS ESFÉRICOS
• Folga e fricção inexistentes
• Menos força necessária para fazer a mudança
• Três filas de rolamentos esféricos, 120 esferas
• Rendimento duradeiro em todas as condições climáticas
 
JAWS™
TECNOLOGÍA DE AGARRE COM BLOQUEIO
• Súper seguro
• O manipulo e o agarre juntam-se em uma só unidade
• Fácil de montar e extrair
• Punhos incluídos com as palancas
• Adaptável para funcionar com qualquer agarre
 
 
 
O JERSEY AMARELO NÃO ENGANA.
O Grip Shift da SRAM original veio a cena em 1990, quando Greg Herbold o utilizou para ganhar seu primeiro Campeonato do mundo Downhill UCI. A medida que aumentou a popularidade global das modalidades XC e DH, os corredores de elíte receberam o Grip Shift com os braços abertos. Verdadeiras lendas de XC como John Tomac, Ned Overend e Thomas Frischknecht não podiam sair sem eles. Estrelas de Downhill como Anne- Caroline Chausson uniram-se à lista iniciada por Herbold.
Na atualidade, os corredores vão mais ao limíte que nunca e colocam a prova constantemente a tecnología dos componentes. Chegou a hora de começar um novo capítulo na história de GripShift. Desenhado para SRAM 2X10, o novo Grip Shift está a concebeir desde dentro. Na realidade, sua corrida inaugural foi a vitória de Jaroslav Kulhavy no Campeonato do mundo XC 2011. Em poucas palavras: estamos diante de um dos manipulos de mudança mais avançados jamais criado.
 
 
CORREDORES
 

Jaroslav Kulhavy
Nino Schurter
Manuel Fumic
Julien Absalon
Irina Kalenaeva
Emily Baiy
Kelli Emmei
Jose Hermida
Marco A